quarta-feira, 23 de março de 2011

Cristã é sequestrada e forçada a converter-se ao islamismo


Em países islâmicos, a conversão ao cristianismo pode trazer graves consequências aos cristãos, principalmente às mulheres. Em 11 de março a agência Compass Direct News confirmou o caso de uma cristã paquistanesa: a mãe de sete filhos foi sequestrada, estuprada e vendida em casamento em Lahore.
Shaheen Bibi, de 40 anos, foi sequestrada por extremistas que tentaram lhe obrigar a converter-se ao Islã. Depois que ter recusado, ela foi drogada e afirma que quando acordou em Sadiqabad, os sequestradores informaram que ela havia sido vendida e dada em casamento.
A cristã ainda recebeu ameaças de morte e de ter o seu corpo jogado no rio Sindh, caso seu pai, Manna Masih, não pagasse o resgate de 100.000 rúpias (1.170 dólares).
Shaheen ainda relata que "eles disseram que eram muçulmanos, mas eu lhes disse que era uma mulher cristã, casada e com sete filhos, e por isso era impossível me casar com alguém, especialmente com um muçulmano."
Por conta disso, Shaheen foi ordenada a se converter ao Islã, deram-lhe um tapete de oração e a obrigaram a orar sobre ele. "Ajoelhei, mas orei para Jesus me ajudar", relata a mulher.
Cativeiro & Libertação
Após mobilização da família, a polícia intensificou o cerco contra os sequestradores que tentavam fugir com ela para a possível venda. Perseguidos pelas forças de segurança, os raptores acabaram liberando a cristã.
Shaheen Bibi disse que havia cerca de 10 outras mulheres em cativeiro com ela, algumas tiveram mãos e pernas quebradas por terem recusado serem entregues a casamentos.

Fonte: Portas Abertas
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO PELA VISITA.