sexta-feira, 1 de abril de 2011

Pergunta: “O que deve um Cristão fazer se for casado com um incrédulo?”


Casamento
Resposta:
Ser casado com um incrédulo pode ser um dos desafios mais difíceis na vida de um Cristão. O casamento é um contrato sagrado que une duas pessoas em uma só carne (Mateus 19:5). Pode ser muito difícil que um cristão e seu cônjuge incrédulo vivam em harmonia (2 Coríntios 6:14-15). Se uma pessoa se torna um Cristão depois do casamento, as dificuldades inerentes que surgem por viver sob duas autoridades diferentes se tornam bem aparentes.
Frequentemente Cristãos nessa situação procuram por uma forma de sair do casamento, pois estão convencidos de que essa é a única forma de realmente trazer honra a Deus. A Palavra de Deus, no entanto, diz o contrário. O Apóstolo Paulo disse: “Ande cada um segundo o Senhor lhe tem distribuído, cada um conforme Deus o tem chamado. É assim que ordeno em todas as igrejas” (1 Coríntios 7:17). É muito importante que estejamos contentes em nossa situação e que procuremos por formas de trazer glória a Deus através de nossas circunstâncias e desafios.
A Bíblia se dirige especificamente àqueles que são casados com incrédulos em 1 Coríntios 7:12-14: “Aos mais digo eu, não o Senhor: se algum irmão tem mulher incrédula, e esta consente em morar com ele, não a abandone; e a mulher que tem marido incrédulo, e este consente em viver com ela, não deixe o marido. Porque o marido incrédulo é santificado no convívio da esposa, e a esposa incrédula é santificada no convívio do marido crente. Doutra sorte, os vossos filhos seriam impuros; porém, agora, são santos.”
Cristãos casados com incrédulos precisarão orar que o poder do Espírito Santo os capacite a proclamar a Cristo e a viver com a constante lembrança da presença de Deus (1 João 1:7). Eles devem pedir a Deus que Seu poder transformador mude seus corações e produza o fruto do Espírito Santo (Gálatas 5:22-23). Uma esposa Cristã é obrigada a ter um coração submisso, até mesmo para com o seu marido incrédulo (1 Pedro 3:1), e ela vai precisar permanecer perto do Senhor e depender de Sua graça para poder viver de uma forma que agrada a Deus, mesmo em circunstâncias tão difíceis.
Os Cristãos não devem viver vidas solitárias; eles precisam do apoio de outras fontes, tais como de sua igreja e de grupos de estudos bíblicos. Estar casado com um incrédulo não altera a santidade do relacionamento, por isso deve ser a prioridade de todo Cristão orar por seu cônjuge, ser um bom exemplo e permitir que a vida de Cristo brilhe fortemente para o mundo (Filipenses 2:14).
Fonte: Got Questions

Um comentário:

  1. Fugir dos problemas é um defeito do ser humano desde o início da humanidade, mas voltando ao marido incrédulos que é o meu caso..rsrs Meu marido é uma vida preciosa para Deus, eu disse para Deus, mas deixa eu explicar isso;

    Quando comecei a orar pelo meu marido, orava para que ele se convertesse para podermos orar, jejuar e lutar juntos, aparentemente estava correta minha oração, mas com o passar do tempo fui crescendo no Senhor e pude perceber o quanto era egoísta nas minhas orações, pois em momento nenhum orava para salvação da sua alma independente de qualquer coisa queria ele pra mim, fazia o que ele queria, porque ele não gostava de igreja eu também não ia, lia a bíblia escondida e digo por experiência, queridos isso não funciona!
    Aprendi que não posso ter nada que não consiga entregar ao Senhor, e isso vale também para o casamento, demorou (só 10 anos)rsrs.. mas consegui entregar meu isaque ao Senhor!
    Hoje minha oração é outra, digo ao Senhor que quero meu marido pra ELE depois pra mim, meu marido é importante pra mim, mas o Senhor vem em primeiro lugar!
    O casamento testou o calibre do meu caráter!

    ResponderExcluir

OBRIGADO PELA VISITA.