terça-feira, 10 de maio de 2011

Reajustes nas contas de luz e água deixam o bolso do brasileiro mais vazio.

Consumidor já sente no bolso a alta do preços.


Os alimentos, tarifas públicas e roupas pressionaram a inflação e o Índice de Preços ao Consumidor Semanal da Fundação Getúlio Vargas iniciou o mês de maio em alta de 1,05 por cento.


No grupo alimentação, os vilões da estória foram as hortaliças e os legumes que apresentaram as maiores altas de preços.


Em habitação, houve aumento puxado pela taxa de água e esgoto residencial, que subiram de 0,42% para 1,29%.


Neste grupo, também houve pressão da conta de luz, que ficou 1,31% mais cara.


No grupo vestuário, o índice aumentou de 1,34% para 1,60%, com elevação média de 2,08% nos preços das roupas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO PELA VISITA.