quinta-feira, 19 de maio de 2011

De cada 10 crianças vítimas de abuso sexual, quatro são agredidas pelo próprio pai.

O maior perigo está dentro de casa. De cada 10 crianças vítimas de abuso sexual, quatro são agredidas pelo próprio pai e outras três, pelo padrasto.
O dado assustador é de uma pesquisa realizada no Hospital das Clínicas da Universidade de São Paulo.
O psicólogo e coordenador do levantamento, Antonio de Pádua Serafim, afirma que em 88% dos casos de abuso infantil, o agressor faz parte do círculo de convivência da criança.
Na pesquisa foram analisados 205 casos de abusos a crianças ocorridos entre 2005 e 2009.
Em 38% deles, o pai era o agressor mais comum, seguido do padrasto com 29%. O tio ficou em terceiro lugar. Desconhecidos são a minoria, 3% dos casos.
O estudo revelou ainda que mais da metade das vítimas são meninas. Na maioria dos casos, independente do sexo, tem menos de 10 anos de idade.
Serafim alertou que as mães tem papel fundamental na prevenção dos abusos.
Muitas crianças não denunciam os agressores. Mas, dão sinais de abusos em seu comportamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO PELA VISITA.