sábado, 7 de maio de 2011

Médico da seleção das Copas de 94 e 98 morre no Rio aos 78



O ex-médico da seleção brasileira de 6 Copas do Mundo, entre elas 1994 e 1998, Lídio Toledo, morreu neste sábado no Rio, por volta das 11h30.

Toledo foi internado na sexta-feira no hospital Samaritano em razão de problemas cardíacos e insuficiência renal, segundo a assessoria do hospital.



O ex-médico da seleção, Lídio Toledo
Além da seleção, o ortopedista também trabalhou no Botafogo e no Vasco.

Toledo protagonizou momentos fortes na equipe nacional, principalmente no Mundial da França, em 98.

Até o início do torneio, Toledo era considerado um dos poucos intocáveis na comissão técnica.

Após a série de equívocos protagonizada pelo médico e pela sua equipe na França, Toledo acabou afastado do cargo.

Além de ter liberado o atacante Ronaldo para disputar a final contra a seleção francesa, após a crise sofrida pelo jogador na concentração, o médico foi o responsável pelo corte do atacante Romário às vésperas do encerramento do prazo de inscrição na competição.

Por outro lado, em 1994, Lídio Toledo foi o responsável em manter o lateral Branco na seleção, segundo relatou neste sábado o goleiro reserva Gilmar (hoje empresário de jogadores).

"Copa de 1994 Branco estava para ser cortado, dor nas costas, e ele bancou a todos e disse, eu recupero ele, assumo a responsabilidade,", escreveu Gilmar em sua conta no Twitter. Branco era reserva na equipe e entrou depois de Leonardo ter sido excluído da competição. O ex-lateral foi autor do gol contra a Holanda na semifinal do Mundial nos Estados Unidos.

"Um abraço a família do Dr.Lídio e sintam sempre orgulho deste grande homem e grande médico, descanse em paz Dr.", completou o ex-goleiro.


fonte:folha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO PELA VISITA.