quinta-feira, 19 de maio de 2011

Médicos entram na justiça para que cobrança de taxa extra de pacientes de planos de saúde seja permitida

O Conselho Federal de Medicina entrou com ação na Justiça Federal contra a decisão da Secretaria de Direito Econômico, do Ministério da Justiça, que proíbe a cobrança de taxas adicionais dos usuários de convênios.
No último mês, a categoria realizou paralisações e protestos contra os valores pagos pelos planos de saúde.
Em algumas regiões do país, médicos cobraram taxa extra de pacientes pelas consultas.
Em Brasília, por exemplo, mesmo com as mensalidades em dia, os usuários tiveram que desembolsar 60 reais para serem atendidos.
Diante disso, o governo decidiu adotar medidas preventivas para proteger os direitos do consumidor.
O Conselho Federal de Medicina alega que a intenção dos protestos é obter melhores condições de trabalho e remunerações mais justas.
Além disso, o órgão argumenta que a Secretaria de Direito Econômico não tem competência para impedir as manifestações.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO PELA VISITA.