quinta-feira, 7 de abril de 2011

CARTA DEIXADA POR ATIRADOR



As informações sobre o conteúdo da carta que o atirador deixou após o atentado na escola ainda são desconexas e desencontradas, mas há indícios de que Wellington Menezes de Oliveira poderia estar ligado a fundamentalistas islâmicos.  Segundo a Globo News, a polícia informou que a carta “tinha referências à religião muçulmana”. Ao jornal O Globo, o comandante do 14º Batalhão da PM do , Djalma Beltrame, o conteúdo da carta teria “características fundamentalistas”. “Ele entrava na internet para ter acesso a coisas que não fazem parte do nosso povo. É um louco. Só uma pessoa alucinada poderia fazer isso com crianças”, disse.  Em entrevista à rádio Band News FM, citada pelo portal Terra, Rosilane Menezes de Oliveira, de 49 anos, irmã de criação do suspeito, afirmou que “ele ficava muito tempo no computador, falava frequentemente coisas ininteligíveis sobre islamismo e havia deixado a barba crescer.”

Segundo uma repórter da Globo News, que está em frente ao Hospital Estadual Albert Schweitzer, também em Realengo, a situação no local é muito tensa. Muitas mães de vítimas passam mal e são atendidas na enfermaria do hospital, que ampliou sua capacidade. Dois helicópteros estão transferindo os feridos da escola para o Albert Schweitzer. Quem não for atendido lá será transferido para outro hospital próximo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO PELA VISITA.