quinta-feira, 2 de junho de 2011

QUANDO DEUS SE CALA



Já enfrentei muitas lutas, nem pense em passar pelo que já passei. Ufa!
Hoje eu olho para trás e digo:
- Graças a Deus, o vendaval passou!
Mas, de todas as lutas pelas quais já passei, a maior, a mais intrigante, a mais
dolorosa, é exatamente aquela que é o tema deste capítulo: quando Deus se cala!
O silêncio de Deus nos apavora! Mete medo. Faz desesperar.
- Por que Deus fica quieto quando mais chamamos por Ele?
Já ouviu alguém fazer esta pergunta? Claro que sim. Você consegue se lembrar
de quando fez esta pergunta?
Sentir-se abandonado traz um calafrio na alma, provoca insegurança. O que
dizer da mãe aflita, orando, jejuando, clamando pelo filho desviado… e nenhuma
resposta vinda do céu?
O que dizer do profeta que matou 850 profetas, que disse: segundo minha
palavra, não chove mais… Agora, dentro de uma caverna, esperando um “carinho de
Deus”, um “mimo de Deus”, esperando o Deus dos Milagres no barulho do trovão… e,
de repente… nada, silêncio. Psiuuuuuuu! Vem o vento que derruba, o furacão… E, de
repente… nada, silêncio. PSiuuuu! Aí vem o inusitado, o inesperado… uma brisa…
simples… quase não balança os cabelos ondulados, caídos sobre os olhos… não move
nem poeira… mas, lá na brisa… vem a resposta…
O que dizer de Jesus… na cruz… Seus nervos se contraindo, Seus olhos cobertos
pelo sangue que descia pelas pontas dos espinhos na fronte, o tétano correndo-Lhe as
veias, a falta de ar devida ao peso do corpo pendurado no madeiro?
Um momento de devaneio, e Ele chama… por Quem mesmo? Por João? Não.
Pelos anjos? Não. Pela mãe? Não. Ele chama pelo Pai. AquEle que junto com Ele
transformavam-se em UM.
Aonde está o Pai? Porventura subiu nas asas de um querubim e voou nas asas do
vento, como fez em favor de Davi? Não. Veio pela brisa da caverna? Não.
O que aconteceu mesmo? Ah, Ele virou as costas, não foi? Sim, quem sabe virou
as costas e tapou os ouvidos. Porque não amava Jesus? Não amava Seu Filho? Não
tinha poder de libertá-Lo?
Sabemos que Ele amava Jesus, e que também tinha poder para livrá-Lo. Porque
não o fez?
Deus não ousou olhar para Jesus naquela hora, pois, se olhasse, Ele destruiria a
Terra, destruiria os homens, arrancaria Seu filho da cruz.
E o resultado? Não seríamos salvos, estaríamos eternamente condenados. Deus
calou-Se para que o sangue de Cristo falasse mais alto. E agora este sangue ecoa por
toda a eternidade…
Deus Se cala, e não responde, para não tirar a nossa bênção. Faz parte do
projeto do Senhor, faz parte do sonho. Ele fica em silêncio para que nós falemos,
oremos, clamemos. Enquanto isso, Ele está olhando, cuidando, guardando, mesmo um
jota e um til. E, no momento certo, Ele vai gritar, vai bradar, o Seu alarido vai soar. No
momento dEle. Está na agenda divina: dia tal EU vou falar com Meu filho(a), antes
disso, se EU lhe falar, ele vai perder a bênção.
Aguarde! Em breve a sua vitória chegará completa, e o que hoje é miséria, será
transformado em abundância.

Um comentário:

  1. Tremendo Pastor Paulo, não entendia porque Deus se calou em muitos momentos da minha vida, agora ficou tão claro. Obrigada por mais essa benção.
    Abraços

    ResponderExcluir

OBRIGADO PELA VISITA.