quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Presidente Lula é vítima de golpe aplicado por bandidos pela internet



O presidente Lula entrou na lista de vítimas de um golpe aplicado pela internet. Segundo o Ministério Público do Rio Grande do Sul, dois crackers tiveram acesso a informações sigilosas do presidente e de outros segurados.

Só com os dados de presidente Lula, os criminosos conseguiram fazer empréstimos consignados no valor de cinco mil reais.

Os crackers conseguiram invadir o sistema da Previdência Social para roubar os dados de segurados. Eles acessaram o computador central que guarda informações sobre o pagamento de benefícios. Entre as vítimas do golpe estava o presidente da república. Lula recebe uma pensão por ter sido perseguido pelo governo militar.

De posse dos dados pessoais do presidente, os crackers solicitaram dois empréstimos consignados em um mesmo banco. O pedido foi aceito e os golpistas receberam mais de cinco mil reais.

O dinheiro foi depositado em contas bancárias no Rio Grande do Sul, mas não chegou a ser descontado do presidente. “A Polícia Federal apurou e não conseguiu chegar à autoria de quem teve acesso ao banco de dados da Previdência Social”, explica Rodrigo Vieira, promotor público do RS.

O caso foi registrado pela Polícia Federal em 2007, mas só agora repassado para o Ministério Público que vai ajudar nas investigações.

Isso porque o presidente foi lesado na condição de pessoa física e os beneficiários, segundo as investigações, são moradores de Uruguaiana no interior do estado. “Há informação dos nomes das pessoas que fizeram estes empréstimos. Então a polícia vai investigar se são nomes fictícios, nomes verdadeiros, mas de uma forma ou de outra, os valores emprestados foram depositados em algumas contas bancárias”, diz o promotor.

A Presidência da República não quis se manifestar sobre o assunto.
O Ministério da Previdência informou que foram adotadas várias medidas para aumentar a segurança do site e que o acesso aos dados do presidente pela página do Ministério ainda não foi comprovado.

A Policia Federal disse que já ouviu servidores da previdência e que a investigação está em andamento.

Fonte: Jornal Hoje online

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO PELA VISITA.