sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Teve início o VII Congresso Nacional das Rádios Comunitárias

Com uma pauta que contempla a luta pela descriminalização do movimento das rádios comunitárias, Congresso da ABRAÇO tem como finalidade fortalecer sua organização.

Teve início ontem, às 14 horas (horário de Brasília), no auditório do Museu Nacional, logo após a aprovação do Regimento Interno e a instalação da Mesa Coordenadora e a Comissão Eleitoral, o VII Congresso Nacional da Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária (Abraço) que traz como novidade nesta edição o Coletivo Nacional de Mulheres das Radcom´s do Brasil, estando previsto, inclusive, um debate sobre a participação política as mulheres e a incorporação das questões de gênero, raça e etnia nas programações das rádios comunitárias, sob a responsabilidade da “ONU Mulheres”.
O VII Congresso da Abraço, que tem encerramento programado para as 20 horas de amanhã (21) logo após a posse da nova Direção Executiva Nacional e dos Conselhos Fiscal e de Ética, terá a participação de delegados de 23 Estados mais o Distrito Federal, um universo de cerca de 400 pessoas que, além de eleger os novos diretores e conselheiros, estarão discutindo, entre outros temas, o papel das Radcom´s na construção de uma comunicação democrática no Brasil; na valorização da cultura local, a questão de gênero e a participação das mulheres; grade de programação; software livre e inclusão digital.
A diretoria da Abraço Nacional informa também já está confirmada a presença de parlamentares federais como a deputada federal Luiza Erundina e de várias autoridades ligadas aos setores de comunicação, inclusão social, ciências e tecnologias, além de representantes de movimentos sociais como o MST, FNDC, Intervozes.
O VII Congresso Nacional da Associação Brasileira de Radiodifusão Comunitária é uma produção da Agência Abraço com o apoio do Ministério da Ciência e Tecnologia, Fundação Banco do Brasil, Conselho Federal de Psicologia, CUT,ONU Mulhers, Embrapa e Sindicato do Professores do Distrito Federal.
 

Fonte: Abraco Nacional

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO PELA VISITA.