segunda-feira, 18 de abril de 2011

Enfermeiros pulam noites de sono para se ajustarem a plantões noturnos

Uma pesquisa americana feita com 338 enfermeiros e enfermeiras mostra que para os profissionais conseguirem se ajustar aos plantões noturnos, 25% deles ficam 24 horas sem dormir.

Nos Estados Unidos, os plantões são de 12 horas. No Brasil, o tempo de plantão estipulado por lei é de 6 horas.

A pesquisadora Karen Gamble explica que “a segunda estratégia mais frequente (dos enfermeiros) é a estratégia de ‘não dormir’ que muitas vezes envolvia ficar acordado durante as 12 horas antes de começar o turno da noite. Isso significa que eles estão ficando sem dormir por pelo menos 24 horas direto”.

Durante os períodos de descanso após os turnos da noite, os enfermeiros voltam aos seus ciclos de sono normais, mas os interrompem novamente quando voltam a fazer o plantão. Existem pesquisas que mostram que variações nos ciclos de sono das pessoas podem ter impactos muito negativos no organismo e também na habilidade da pessoa de se adaptar.

O estudo foi publicado no periódico Public Library of Science One.

Fonte: Boa Saúde

Nenhum comentário:

Postar um comentário

OBRIGADO PELA VISITA.