Primeiras imagens mostram asteroide escuro e quase esférico
Primeiras imagens mostram asteroide escuro e quase esférico
A Agência Espacial Norte-Americana (Nasa) acaba de divulgar o primeiro vídeo do asteroide 2005 YU55 que se aproximou a uma distância muito próxima da Terra na noite de ontem, terça-feira (8), às 21h28 (horário de Brasília).
Trata-se das primeiras imagens de maior resolução da rocha espacial, geradas a partir de dados coletados com antenas de rede da agência Deep Space em Goldstone, Califórnia.
O vídeo da Nasa é resulta da composição de seis fotografias tiradas pelo Radar na segunda-feira, enquanto o YU55 se aproximava da Terra. Na ocasião, o asteroide estava à 1,38 milhões de km, como explica a introdução da gravação.
A distância mais próxima que o objeto chegou da Terra foi de 325 mil km, espaço menor do que aquele que nos separa da Lua e considerado a maior aproximação de um asteroide deste tamanho detectado com antecedência em toda a história.
O 2005 YU55, no entanto, só pôde ser visto com a ajuda de telescópios e, segundo a Nasa, emitiu uma pequena luminosidade por trás de uma constelação de estrelas.
A influência gravitacional do asteroide também não causou nenhum efeito perceptível sobre o nosso planeta, incluindo marés ou movimentos de placas tectônicas.
Com 55 milhões de toneladas e 400 metros de diâmetro – o equivalente a quatro campos de futebol -, o YU55 passa com regularidade perto de Vênus, da Terra e de Marte, mas não representa nenhuma ameaça de colisão com a Terra pelos próximos 100 anos.
A imagens captadas pelas antenas de rede da agência Deep Space servirão, agora, como material de estudo para os cientistas investigarem a superfície do 2005 YU55 e descobrir qual a composição mineral do asteroide - importante para entender a evolução do sistema solar.
Fonte: Nasa