quinta-feira, 31 de março de 2011

Ao lado de Dilma, Lula chora no velório de Alencar

Deputado evangélico diz que negros descendem de ancestral amaldiçoado



Depois da polêmica gerada pelo deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ), que foi acusado de racismo depois de uma entrevista ao programa CQC, da Band, foi a vez de Marco Feliciano (PSC-SP) causar rebuliço no Twitter com uma série de comentários contra africanos e homossexuais.
Deputado evangélico diz que negros descendem de ancestral amaldiçoado


 “Africanos descendem de ancestral amaldiçoado por Noé. Isso é fato”, tuitou na tarde desta quinta-feira, 31, o deputado, que é pastor evangélico.


Em post anterior, Feliciano escreveu: “A maldição que Noé lança sobre seu neto, canaã, respinga sobre continente africano, daí a fome, pestes, doenças, guerras étnicas!”. Em um tweet que posteriormente foi removido, o deputado afirmou que a África sofre com a “maldição do paganismo, ocultismo, misérias, doenças oriundas de lá: ebola, aids (sic)”.


Contra gays, o pastor tuitou: “Amamos os homossexuais mas abominamos suas praticas promiscuas!”.


Pelo próprio Twitter, Feliciano rejeitou as acusações de racismo: “Eu seria contra minha própria mãe se fosse racista”.





No início da semana, o deputado Jair Bolsonaro já causara polêmica ao responder a uma pergunta da cantora Preta Gil no programa CQC. Preta questionou qual seria a reação do deputado se seu filho se apaixonasse por uma negra.


“Preta, não vou discutir promiscuidade com quem quer que seja. Eu não corro esse risco porque meus filhos foram muito bem educados e não viveram em ambiente como, lamentavelmente, é o teu”, respondeu Bolsonaro.


Posteriormente, ele se retratou e afirmou que havia interpretado a pergunta como qual seria sua reação se seu filho tivesse um relacionamento gay.  




FONTE : Estadão

Pastor cubano preso sem provas é proibido de pregar durante liberdade condicional Acusações sem provas mostram que de fato a prisão é fruta de uma perseguição religiosa


Pastor cubano preso sem provas é proibido de pregar durante liberdade condicional
Omar Gude Perez é pastor e líder de uma rede de igrejas independentes de Cuba e foi preso sob acusações de “falsificação de documentos”, depois de passar seis anos e meio na prisão recebeu liberdade condicional, mas está proíbido de pregar.
A decisão da justiça foi dada em março alegando que sob as condições de sua liberação ele não pode voltar a pregar e que seus movimentos estão limitados ao território nacional.
O pastor foi condenado em julho de 2009 por “falsificação de documentos” acusavam-o de ter alterado o seu sobrenome ilegalmente. As autoridades chegaram a discutir o caso para que ele fosse libertado pois não encontraram problemas em seu sobrenome.
Em maio de 2008 ele foi preso e acusado de “tráfico humano” outro caso arquivado por falta de provas. A família do pastor acredita que essas acusações não passam de perseguição por ele ser líder de uma rede de igrejas que não têm o reconhecimento do governo cubano.
Ao Christian Solidarity Worldwide (CSW), Omar descreveu as condições da prisão como “torturantes”. E por ele ter falado de Jesus aos prisioneiros foi transferido de sela, passando a conviver com os piores criminosos que foram autorizados pelos guardas a atacarem o pastor.
O diretor nacional da CSW se sentiu aliviado com a soltura do pastor Osmar Gude Perez e entendeu os reais motivos da prisão. “Estamos aliviados por saber que o pastor Omar Gude Perez foi solto da prisão. O pastor foi proibido de pregar, e isso expõe os verdadeiros motivos pelos quais o governo o prendeu”.
Com informações Portas Abertas

Remédio para Aids que estava em falta volta a ser distribuído pela rede pública.

Remédio para Aids que estava em falta no mercado volta a ser distribuido pelo Ministério da Saúde.
O antirretroviral atazanavir é usado por mais de 33 mil pacientes com aids em todo o país e estava em falta desde o dia 14 de março, em alguns estados.
O medicamento, que é distribuido pelo SUS, estava sendo substituido por outro que, segundo o ministério, é da mesma classe e eficácia.
O diretor do Departamento de Doenças Sexualmente Transmissíveis, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, Dirceu Greco, disse que o atazanavir já está no mercado:

Estudo mostra que SP poderá ter que importar energia elétrica até 2035.

Conselho Estadual de Política Energética faz projeções sobre a demanda de energia no Estado de São Paulo.
A primeira reunião do grupo formado por secretários de Estado, especialistas em energia e representantes de universidades ocorreu nesta quarta-feira, no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista. Na ocasião, o Conselho apresentou um estudo que simula a necessidade energética até 2035.
O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, abriu a reunião dizendo que o Estado oferece boas oportunidades no setor:

Número de shoppings no interior vai ultrapassar o das capitais.

Os shopping centers caíram mesmo no gosto do brasileiro.
De acordo com a Alshop, a Associação Brasileira de Lojistas de Shopping, o número desse tipo de estabelecimento comercial no interior deve ultrapassar o dos grandes centros pela primeira vez em 2011.
No ano passado, pouco mais de 50 por cento dos empreendimentos estavam nas capitais e mais de 49% fora delas.
Nabil Sahyoun, presidente da Alshop, afirma que existe cada vez mais uma tendência de interiorização.
Ele explica que há 20 anos, eram 70% nas grandes cidades e 30% fora delas e que agora essa proporção vem se invertendo. 
De acordo com a entidade, há atualmente 124 empreendimentos em construção no País, sendo 65% no interior do País.
A previsão é de que sejam inaugurados até o primeiro semestre de 2013.
fonte radio2

quarta-feira, 30 de março de 2011

Dilma e Lula participam de missa em homenagem a José Alencar




A presidente Dilma Rousseff e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se despediram de José Alencar às 21h28 desta quarta-feira.
Chorando muito, Lula beijou a testa de Alencar, seu vice-presidente desde 2003 e apontado como principal fiador político de sua primeira eleição.
Dilma, que conversou durante alguns minutos com a viúva de Alencar, Mariza, foi mais comedida. Observou o rosto de Alencar no caixão durante alguns segundos e deu um leve toque nas mãos do ex-vice-presidente. A ex-primeira dama, Marisa Letícia, repetiu o gesto de Lula e também beijou Alencar.

Sérgio Lima/Folhapress
Ex-presidente Lula se despede do ex-vice-presidente José Alencar no Palácio do Planalto
Ex-presidente Lula se despede do ex-vice-presidente José Alencar no Palácio do Planalto
Ao chegar no salão nobre do Palácio do Planalto, onde ocorre o velório de Alencar desde a manhã de hoje, Lula deu um forte abraço em Josué Gomes, filho de Alencar.
Dilma e Lula chegaram em Brasília juntos, a bordo do avião presidencial. A presidente tinha ido a Portugal acompanhar a entrega a Lula do título de doutor honoris causa pela Universidade de Coimbra.
Agora acontece o rito de encomendação de Alencar. A celebração é presidida pelo núncio apostólico, Lorenzo Baldissieri.
Os ministros de Dilma, que já haviam comparecido ao velório pela manhã, na chegada do corpo de Alencar, voltaram ao Planalto.
Pela manhã, o caixão com o corpo de José Alencar foi recebido pelo vice-presidente, Michel Temer.
Mais de 6.200 pessoas passaram pelo velório durante o dia, de acordo com a Presidência.
Pela manhã, uma missa com autoridades e familiares já havia sido celebrada por Baldisseri.
Amanhã, o corpo de José Alencar será transportado para Minas Gerais.
O velório de Alencar será aberto ao público também no Palácio da Liberdade, sede do governo mineiro, a partir das 9h até as 13h.
O corpo do ex-vice-presidente será cremado às 14h no Cemitério Parque Renascer, em Contagem (MG).
Segundo a assessoria do ex-vice-presidente, a cerimônia será restrita aos familiares.
DE EMPRESÁRIO A POLÍTICO
O ex-vice entrou na política graças a sua atuação empresarial bem sucedida. O sucesso frente à Coteminas, uma das maiores indústrias de tecido do Brasil, o levou para instituições que o colocaram em contato direto com a sociedade civil.
A visibilidade em Minas impeliu Alencar a entrar para a política, e em 1993 ele se filiou ao PMDB. No ano seguinte, ele se lançou candidato ao Governo de Minas, quando ficou em terceiro lugar. Em 1998, ele tentou uma vaga no Senado Federal por seu Estado: acabou eleito com quase 3 milhões de votos.
No Senado, foi presidente da Comissão Permanente de Serviço de Infraestrutura, membro da Comissão Permanente de Assuntos Econômicos e membro da Comissão Permanente de Assuntos Sociais.
O passo mais importante na política, no entanto, aconteceu na eleição presidencial de 2002, quando, já pelo PL, ele foi o vice na chapa vencedora encabeçada pelo petista Luiz Inácio Lula da Silva.
No início, Alencar foi um vice polêmico. Ele se notabilizou como um dos principais críticos da política econômica do governo. Suas farpas miravam principalmente a política de juros altos do governo, que tentava, com isso, conter a inflação.
As críticas renderam reclamações da equipe econômica e conversas reservadas com o presidente.
Mas foi a pedido de Lula que a partir de 2004 ele passou a acumular os cargos de vice-presidente e de ministro da Defesa. Ele comandou o ministério até março de 2006.
Foi também naquele ano que a dupla Lula-Alencar disputou e venceu a reeleição presidencial, o que permitiu sua permanência no poder até o final do mandato.
Alencar, casado com Mariza Campos Gomes da Silva, deixa três filhos (Maria da Graça, Patrícia e Josué) e cinco netos: Ricardo, Geovana, Barbará, Josué e Davi.

O MATRIMÔNIO




Jesus sublinhou que a natureza indissolúvel do matrimônio se demonstrava a si mesmo na única esposa do primeiro homem (Mateus 19:3-11). No princípio, Deus aprovou a monogamia, ou seja, o matrimônio com um esposo e esposa. Desde os primeiros tempos o matrimônio simbolizava uma alegria festiva no antigo Israel, seja secular ou espiritual, bem como a união e a comunhão entre Deus e seu povo.

"Regozijar-me-ei muito no SENHOR, a minha alma se alegra no meu Deus; porque me cobriu de vestes de salvação e me envolveu com o manto de justiça, como noivo que se adorna de turbante, como noiva que se enfeita com as suas jóias". (Isaias 61:10, veja também João 3:29).

Deus ordenou o matrimônio, sacramento da sociedade humana, com o propósito de que o esposo e a esposa  compartilhem e perpetuem sua felicidade na criação de uma familia dentro do círculo de seu próprio amor. O matrimônio não foi concebido para um fim em si mesmo, mas sim como o meio para obter um fim mais além de casar. Pela vontade criadora de Deus, Adão e Eva foram feitos uma só carne para que o mundo pudesse ser povoado com unidades familiares.

O dicionário Bíblico nos recorda: Logicamente o matrimonio cristão é aquele no qual o esposo e a esposa fazem um pacto mútuo com Deus e as testemunhas publicas de seu compromisso  não somente de um para com o outro, mas juntos com ele, com o fim de que em unidade possam cumprir seus propósitos durante toda a vida (1 Corintios 7:39; 2 Corintios 6:14). O matrimônio se contrai "no Senhor", é recebido como uma vocação divina, reconhecido com humildade e ações de graças e santificado mediante a Palavra de Deus e a oração. 

"...pois tudo que Deus criou é bom, e, recebido com ações de graças, nada é recusável, porque, pela palavra de Deus e pela oração, é santificado" (I Timoteo 4:4,5).

Pela primeira vez no Brasil, CASTING CROWNS prepara-se para a conferência LIVRES 2011


Uma das bandas mais cogitadas do momento, vencedora do Dove (o maior prêmio de música gospel americano) como melhor banda de 2010, Casting Crowns iniciou seu ministério nas Universidades americanas e hoje cuida de uma grande rede de jovens e suas famílias em sua cidade.


VEJA O CLIPE DO DOVE AWARDS, COM A LETRA DE "UNTILL THE WHOLE WORLD HEARS"


Com uma careira consolidada de mais de 6 anos, 4 milhões e meio de CDs vendidos. Vários prêmios Dove Awards, Grammy e Americam Music Awards e extremamente focados no discipulado através da música. Casting Crowns tem se destacado no cenário da música Cristã em todo o mundo. O último trabalho, Until de Whole Word Hears Live, lançado em 2010 já é um dos mais vendidos no mundo e uma das músicas internacionais mais tocadas nas rádios do Brasil.

Continuar na estrada propagando o Evangelho de Jesus Cristo é a missão desse grupo e o chamado de Deus na vida desses sete músicos talentosos.

E é pra falar desse amor, para discipular jovens e fortalecer o corpo de Cristo, que eles estarão chegando ao Brasil para apresentações musicais e ministrações para jovens e líderes nos dia 20 e 21 de maio de 2011 em São Paulo. Para obter detalhes desta visita, confira todas as informações no site http://www.conferencialivres.com/



Assessoria Sony Music

'Estou quase flutuando nessa noite', diz cantora Damares em SP

Cantora participou de evento na em celebração a Deus pelo CD Diamante








No último sábado, 26 de abril, a Assembleia de Deus do Bom Retiro, em São Paulo, recebeu a cantora Damares em um evento comemorativo pelo seu mais novo trabalho, o CD Diamante.
Com a igreja lotada, o Pr. Dayan Alencar abriu o momento de louvores e já deixou as pessoas empolgadas na presença de Deus.
"Você é amado de Deus! É diamante", bradou Damares após entoar o primeiro louvor, 'Química de Deus', que envolveu toda a igreja.
"Estou emocionada, quase flutuando nessa noite. Estou tão segura em Deus, tão centrada nos céus porque tenho certeza que é Deus que está fazendo tudo isso (...) O povo de São Paulo mora em meu coração, que Deus abençoe sua vida de forma especial e que você saia transbordando da presença do Senhor", ministrou a cantora.
Damares revelou que tem declarado sobre São Paulo e o Brasil para que haja um terremoto de glória sobre a nação. "Temos que ir onde Jesus manda e tem nos ordenado. Você tem orado e pagado o preço para ver a transformação da nossa nação?", indagou.
Além de 'Química de Deus', canções como 'De Repente', 'Derrama Shekinah, 'Sacrifício e Adoração', 'Glória, e 'Um Novo Vencedor' fizeram parte do repertório da noite de louvor, além de 'Sabor de Mel', que fechou a apresentação de Damares.
A cantora Brenda dos Santos, vencedora do concurso Jovens Talentos, do Programa Raul Gil (SBT), também esteve na programação e participou cantando alguns louvores e foi muito elogiada por Damares pela bela voz e por dedicar-se desde tão jovem a louvar ao Senhor.
Motivações
Damares relatou, em um dos momentos, o que a continua motivando na jornada. "Deus, há dez anos me disse assim 'filha, quando você adora o meu nome, os anjos param para assistir', e é isso que me motiva", completou.
Em entrevista exclusiva ao Portal Guia-me, Damares contou como foi o processo de lançamento do CD 'Diamante' após o sucesso de 'Apocalipse'.
"O CD Diamante veio em um momento de mudança radical no meu ministério. Quando eu gravei o CD anterior, 'Apocalipse', eu estava tranqüila, sossegada, sem cobrança porque a gente não imaginava que ia ser um CD tão forte com aquela repercussão tremenda, então, no momento de gravar o próximo CD veio um peso muito grande de responsabilidade para os meus ombros, e você não tem noção da pressão (...) Queria fazer algo que não fugisse das minhas raízes, meu estilo pentecostal, que lembrasse a Damares do CD Apocalipse, mas que também trouxesse alguma coisa inovadora e acho que eu consegui trazer isso e o CD, graças a Deus, teve uma aceitação muito grande", disse Damares.
A cantora também relatou que não imaginava que seu ministério chegaria tão longe e que não começou a cantar em busca de status ou reconhecimento humano.
"Minha vida e ministério são baseados nas promessas de Deus (...) Não comecei cantando por status, por fama ou sonhando em chegar a algum lugar, comecei por amor mesmo, por prazer em cantar e adorar ao Senhor independente de qualquer coisa e Deus achou graça e resolveu fazer; eu só tenho que adorá-lo por tudo o que tem feito e por todas as promessas cumpridas. Deus é maravilhoso!", bradou.
Por Juliana Simioni
Fonte: GUIA-ME


Via: www.guiame.com.br

Luta de Alencar contra câncer durou 13 anos Nos últimos 13 anos, Alencar enfrentou batalha contra o câncer.Ele passou por diversas cirurgias e buscou tratamento alternativo nos EUA



]
o G1
José Alencar (Foto: Futura Press)
O ex-vice José Alencar (Foto: Futura Press)
 
O ex-vice-presidente da República José Alencar, 79 anos, morreu às 14h41 desta terça (29), no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, em razão de câncer e falência múltipla de órgãos, segundo informou o hospital.
Após conversar com Josué Alencar, filho do ex-vice, a presidente Dilma Rousseff afirmou em Portugal que o velório será no Palácio do Planalto, em Brasília, aberto à visitação pública e com previsão de início às 10h30.
"Foi uma grande honra ter convivido com ele. Vai deixar uma marca. Estamos muito emocionados", afirmou Dilma.
Na quinta (31), o corpo também será velado em Belo Horizonte, no Palácio da Liberdade.
Em Portugal, o ex-presidente  Luiz Inácio Lula da Silva chorou ao falar sobre a morte do ex-vice. "Conheço poucos seres humanos que tenham a alma de José Alencar, a bondade dele”, disse.
Primeiro ministro a se manifestar sobre o assunto nesta terça, Gilberto Carvalho, da Secretaria-Geral da Presidência, também se emocionou ao receber a notícia durante uma entrevista (saiba o que disseram outros políticos e personalidades).
A morte de Alencar também repercutiu no exterior. O presidente da República em exercício, Michel Temer, decretou luto oficial de sete dias.
Na UTI
Na última das várias internações, Alencar estava desde segunda (28) na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital Sírio Libanês, em São Paulo, com quadro de suboclusão intestinal.
O ex-vice-presidente lutava contra o câncer havia 13 anos, mas nos últimos meses, a situação se complicou.
Após passar 33 dias internado – inclusive no Natal e no Ano Novo –, o ex-vice-presidente havia deixado o hospital no último dia 25 de janeiro para ser um dos homenageados no aniversário de São Paulo.
A internação tinha sido motivada pelas sucessivas hemorragias e pela necessidade de tratamento do câncer no abdômen. No dia 26 de janeiro, recebeu autorização da equipe médica do hospital para permanecer em casa. No entanto, acabou voltando ao hospital dias depois.
Durante o período de internação, Alencar manifestou desejo de ir a Brasília para a posse da presidente Dilma Rousseff. Momentos antes da cerimônia, cogitou deixar o hospital para ir até a capital federal a fim de descer a rampa do Palácio do Planalto com Luiz Inácio Lula da Silva.


Ele desistiu após insistência da mulher, Mariza. Decidiu ficar, vestiu um terno e chamou os jornalistas para uma entrevista coletiva, na qual explicou por que não iria à posse e disse que sua missão estava “cumprida”.
Na conversa com os jornalistas, voltou a dizer que não tinha medo da morte. “Se Deus quiser que eu morra, ele não precisa de câncer para isso. Se ele não quiser que eu vá agora, não há câncer que me leve”, disse.
No mesmo dia, ele recebeu a vista de Lula, que deixou Brasília logo após a posse de Dilma.
Internações
Os últimos meses de Alencar foram de internações sucessivas. Em 9 de fevereiro, ele foi hospitalizado devido a uma perfuração no intestino.
O ex-vice-presidente já havia permanecido internado de 23 de novembro a 17 de dezembro para tratar uma obstrução intestinal decorrente dos tumores no abdômen. No dia 27 de novembro, foi submetido a uma cirurgia para retirada de parte do tumor e de parte do intestino delgado.
Alencar passou alguns dias na UTI Cardiológica e começou a fazer sessões de hemodiálise depois que os médicos detectaram piora da função renal. Em setembro de 2010, foi internado em razão de um edema agudo de pulmão.
No dia 25 de outubro, voltou ao Sírio-Libanês ao apresentar um quadro de suboclusão intestinal. Dias após a internação, ainda no hospital, sofreu um infarto no fim da tarde do dia 11 de novembro. Foi submetido a cateterismo, “que não mostrou obstruções arteriais importantes”.
Batalha contra o câncer
O ex-vice-presidente travou uma longa batalha contra a doença. Nos últimos 13 anos, enfrentou uma série de operações e tratamentos médicos. Foram mais de 15 cirurgias. Em abril de 2010, desistiu da candidatura ao Senado para se dedicar ao tratamento do câncer.
Desde 1997, foram mais de dez cirurgias para retirada de tumores no rim, estômago e região do abdômen, próstata, além de uma cirurgia no coração, em 2005.


A maior delas, realizada em janeiro de 2009, durou quase 18 horas. Nove tumores foram retirados. Exames realizados alguns meses depois, no entanto, mostraram a recorrência da doença.
Também em 2009, iniciou em Houston, nos Estados Unidos, um tratamento experimental contra o câncer. Alencar obteve autorização para participar, como voluntário, dos testes com um novo medicamento no hospital MD Anderson, referência no tratamento contra a doença. O tratamento não surtiu o efeito esperado e o então vice-presidente voltou a fazer quimioterapia em São Paulo.
José Alencar era casado com Mariza Campos Gomes da Silva e deixa três filhos: Josué Christiano, Maria da Graça e Patrícia.
Tratamento no exterior
O tratamento experimental nos EUA em 2009 não foi a primeira tentativa de Alencar de obter a cura fora do país. Ele já havia viajado para os Estados Unidos em 2006 para se tratar com especialistas. No ano seguinte, no entanto, os exames mostraram que o câncer havia se espalhado para o peritônio, uma membrana que reveste as paredes do abdômen.
Iniciava-se, então, a série de cirurgias na região. Em 2008, foram três internações. Em janeiro e em julho, exames mostraram uma reincidência de tumores abdominais. Em agosto, Alencar começou tratamento com um novo medicamento, a Trabectedina.
Com a saúde fragilizada, o ex-vice-presidente também foi internado por outros problemas. Em novembro de 2008, durante uma visita a Resende (RJ), teve fortes dores abdominais. O diagnóstico foi enterite (inflamação intestinal). Segundo os médicos, não havia relação com o câncer. Vinte dias depois, ele foi internado novamente, com quadro de insuficiência renal. Recebeu alta dois dias depois.
Sempre bem-humorado nas sucessivas vezes em que deixou o hospital Sírio-Libanês, chegava a brincar com seu próprio quadro clínico. "Estou melhor do que das outras vezes", repetia.
Após a maior das cirurgias, em 2009, Alencar saiu do hospital dizendo que não temia a morte. “Não tenho medo da morte, porque não sei o que é a morte. A gente não sabe se a morte é melhor ou pior. Eu não quero viver nenhum dia que não possa ser objeto de orgulho", afirmou. “Peço a Deus que não me dê nenhum tempo de vida a mais, a não ser que eu possa me orgulhar dele.”
Problemas de saúde ‘paralelos’
O ano de 2010 começaria com uma boa notícia para o então vice-presidente. O tumor que tratava vinha apresentando redução, segundo o hospital.
Alguns meses mais tarde, no entanto, ele começou a ter problemas de saúde “paralelos” ao câncer.
No início de maio, numa das idas ao hospital para a quimioterapia, apresentou pressão alta. Exames apontaram isquemia cardíaca e uma “obstrução grave” numa das artérias.


Alencar então passou por um cateterismo e uma angioplastia e recebeu um “stent”, um mecanismo que “alarga” a artéria. No total, ficou nove dias internado.
No final do mesmo mês, queixando-se de fadiga, foi internado novamente. Após exames, o hospital constatou que ele estava anêmico e tinha um “quadro congestivo pulmonar”, consequência da quimioterapia.
O tratamento, no entanto, continuava a dar resultados positivos, com a redução dos tumores.
No final de agosto, contraiu uma infecção, que foi tratada com antibióticos. Ele seria internado novamente poucos dias depois, no início de setembro, com o diagnóstico de edema agudo de pulmão. Foram mais seis dias no hospital.



Via: www.guiame.com.br

terça-feira, 29 de março de 2011

A dor da rejeição não é só uma metáfora, diz estudo Cientistas comprovaram que as regiões do cérebro que reagem à dor física são as mesmas que respondem a um fora


A dor do coração partido não é apenas figura de linguagem. As regiões do cérebro que reagem à dor física coincidem com aquelas que reagem à rejeição social, de acordo com estudo que analisou imagens do cérebro de pessoas que passaram por rompimentos amorosos recentes.
“Os resultados dão um novo significado para a ideia de que a rejeição 'dói'", escreveu Ethan Kross, autor do estudo e professor de psicologia da Universidade de Michigan. O estudo foi publicado na edição desta semana do periódico científico da Academia Nacional das Ciências.
Edward Smith, da Universidade de Columbia, que também participou do estudo, explicou que a pesquisa mostra que os eventos psicológicos ou sociais podem afetar regiões do cérebro que os cientistas pensaram que eram dedicadas apenas à dor física.

O estudo envolveu 40 voluntários que passaram por um indesejável fora nos últimos seis meses e que afirmaram que pensar no tal fora provocava sentimentos intensos de rejeição.De certa forma, os cientistas estão dizendo "não é uma metáfora", disse Smith em entrevista por telefone.

Imagens de ressonância magnética foram usadas para estudar o cérebro dos voluntários em quatro situações. Na primeira delas, o voluntário com coração partido via a foto do ex-parceiro e pensava sobre os desdobramentos do relacionamento. Em outra situação, o voluntário via a foto de um amigo e pensava em uma experiência positiva com esta pessoa. As outras duas situações envolviam um dispositivo colocado no braço que produzia um calor suave ou se tornava quente o suficiente para provocar dor.
As duas situações negativas – pensar sobre a perda de um parceiro e ser queimado – causaram respostas em partes sobrepostas do cérebro, constatou o estudo. 

“ESTUDOS ANTERIORES  não tinham mostrado a relação entre a dor física e a emocional, e também tinham usado eventos menos dramáticos, como alguém que tivesse simplesmente afirmado ‘não gosto de você’ ”, disse Smith.

“No caso do estudo publicado nesta semana, os voluntários haviam de fato sido rejeitados e continuavam sentido a dor da perda”, disse.

Há ainda evidências de que o estresse emocional, como a perda de um ente querido, pode afetar as pessoas fisicamente. De acordo com Smith, estudos como este podem ajudar os pesquisadores a desenvolver maneiras de ajudar pessoas que são sensíveis à perda ou à rejeição.

(com informações da AP)

Incêndio atinge campus da Universidade Federal do Rio de Janeiro Reitor Aloisio Teixeira disse, com base em informação dos bombeiros, que arquivo com a história da instituição foi salvo




Foto: Agência O Globo
Fogo destruiu teto da capela do campus da Universidade Federal do Rio de Janeiro

Relembre algumas frases de José Alencar O ex-vice-presidente da República faleceu na tarde desta terça-feira em São Paulo


Além de mais de uma década de luta contra o câncer, o ex-vice-presidente José Alencar ficou famoso também por suas frases de efeito. Entre elas as críticas contra a política de juros adotada pelo governo. Relembre algumas:

“Ninguém vota no vice-presidente, vota no titular. Eu procurei não atrapalhar e acho que não atrapalhei porque vencemos”.

“Se eu morrer agora vou morrer feliz. A situação não poderia estar melhor para mim. O Brasil inteiro está rezando por mim. Não tem como melhorar”

“Não estou entregue. Estou entregue a quem sempre estive: às mãos de Deus”.

“Assim como vocês (jornalistas) eu também não sei o que é a morte. Então, eu não tenho medo da morte. Tenho medo da desonra.”

"O partido (PT) não me aceitava, porque eu era empresário" - entrevista ao programa de televisão Roda Viva, em 2009

"Nós precisamos acordar e defender nossos laranjais. Não somos contra a Alca, mas é preciso que seja de fato uma área de livre comércio, não um arremedo de liberdade comercial"

“Os juros cobrados no cheque especial são quase um assalto” 7/05/2003

“A inflação não é de demanda, mas de custos, um outro equívoco. Recebemos de herança o problema dos contratos que foram feitos nas privatizações, são os chamados preços e tarifas administrados, que são responsáveis por essa inflação que está aí" - 02/06/2003

"A situação da economia brasileira vai muito bem, apesar dos juros básicos, que são muito altos. O sistema de juros tem que mudar, porque as atividades não conseguem remunerar o custo de capital no Brasil. Enquanto isso não acontece, é claro que o crescimento fica prejudicado" - 28/10/2010
os juros cobrados no cheque especial são "quase um assalto" - 28/10/2010

“Não. Não tenho medo de morrer. De forma alguma. Mesmo porque, se Deus quiser me levar, Ele não precisa do câncer. Tenho medo é da desonra” - 24/11/2008

“Se fosse assim, todo mundo que foi à zona pode ser pai” – 04/08/2010

OPRESSÃO & POSSESSÃO

OPRESSÃO
Opressão é a presença de demônios em determinados ambientes e sua influência direta sobre as pessoas. Há no Novo Testamento diversas referências à opressão demoníaca, Lc 4: 18; At 10: 38. As forças do mal invadem o local e o tornam pesado e carregado. Os demônios assediam as pessoas que moram ou freqüentam aquele lugar, exercendo pressão sobre elas e, muitas vezes, as levam à exaustão e à depressão. Essa invasão maligna só ocorre quando se dá lugar à ação do diabo.
a) Os demônios procuram nossos pontos mais vulneráveis. Com isso, enfraquecem nossa resistência moral e espiritual. Eles trazem a preguiça, o desânimo, as incertezas, a indiferença, a desobediência, etc. Para trazer males à igreja, o inimigo procura agir com freqüência na família. E muitas abrem as portas para o tentador. Quantas que, quando se reúnem, o que mais gostam de fazer é falar mal dos outros. São lares onde as palavras são instrumentos de destruição, ao invés de bênção e edificação.
b) Todos os seres humanos, inclusive o crente, estão sujeitos à opressão. A opressão pode atingir qualquer área da vida. As mais afetadas são as seguintes:
moral, levando à mentira, prostituição, roubos, assassinatos, etc;
física, causando enfermidades e doenças.O diabo oprimiu Jó e, mediante permissão de Deus, trouxe-lhe enfermidade. No entanto, nem todas as enfermidades e doenças são de origem maligna;
material, levando o homem à obsessão por bens, dinheiro, cargos, etc;
espiritual, induzindo à idolatria, à prática de ocultismo.
c) Como obter vitória? O crente que luta contra essa ação do maligno é vencedor, porque seus pés estão firmados na Rocha Eterna, Sl 40: 2. A maneira que Jesus ensinou para vencermos o maligno é atacá-lo pela oração, jejuns e proclamação da Palavra, destruindo suas armas de engano e tentação demoníacas, Mt 17: 21.
II – POSSESSÃO
Se a opressão é a presença de demônios em torno da pessoa, a possessão é a presença de um ou mais demônios dentro dela, Mc 5: 9-13. A opressão opera de fora para dentro, já a possessão, de dentro para fora. É sinal de que o diabo alcançou grande domínio sobre a vida da pessoa.
a) Demônios controlam reações. Quando os demônios não apenas dominam o ambiente, mas passam a controlar uma pessoa, existe um típico caso de possessão. Em Mc 5: 1-20 há um exemplo disso. O homem andava sempre nu, Lc 8: 27, de noite e de dia clamando entre os sepulcros e pelos montes, ferindo-se com pedras. Quando uma pessoa está possessa, ela perde o controle de si mesma. O homem gadareno (Marcos 5) tinha o corpo dominado e usado por demônios, vv. 1-4; perdera a sensibilidade física (não sentia dor, frio, fome), v. 5, bem como o controle das faculdades: voz, ação, locomoção, vv. 6-7. No entanto, depois de libertado por Jesus, foi encontrado assentado, vestido e em perfeito juízo. Outros casos de possessão demoníaca podem ser vistos em Mc 9: 17-27; Mt 9: 32, 33; 12: 22. Alguns deles estão ligados a enfermidades.

DIFERENÇA: MALDIÇÃO & BENÇÃO

Em toda a Bíblia nós vemos o assunto de bênçãos e maldições serem descortinados por meio de versículos, livros e testamentos, tanto na história de pessoas, famílias, nações e países.
A primeira vez que a palavra maldição aparece na Bíblia está ligada ao livro do Gênesis 3:15 quando Deus diz: “Maldita é a terra por tua causa”. A terra tornou-se amaldiçoada a partir daquele instante. Logo em seguida nós temos o texto de Gênesis 4:11 que novamente Deus disse: “Agora pois é maldito sobre a terra, cuja boca abriu pra receber de suas mãos a vida de seu irmão”. Deus está dizendo para Caim a respeito de Abel.
Caim tornou-se amaldiçoado por Deus por causa do homicídio que cometera contra Abel, seu irmão. Maldição é alertada por Deus para com os filhos de Israel no livro de Deuteronômio a partir do capítulo 27:11-26 nós encontramos as chamadas do monte Ebal quando Moisés levou Israel a compreender que eles estariam debaixo de bênçãos, que foram promulgadas sobre o monte Gerizim por Simeão, Levi, Judá, Issacar, José e Benjamim, ou estariam debaixo de maldições, que foram promulgadas a partir do monte Ebal por Rúben, Gade, Asser, Zebulom, Dã e Naftali.
Moisés ensina a Israel que bênçãos estão ligadas à obediência, e maldições estão ligadas à desobediência ou quebra de princípios da Palavra de Deus. Isto quer dizer maldito de quem não cumprir ou desobedecer a palavra.
No livro de Provérbios nós encontramos um dos textos mais importantes sobre este assunto no capítulo 26, versículo 2 dizendo: “Como um pássaro que foge, como a andorinha no seu voo, assim a maldição sem causa não se cumpre”, ou seja, ela roda e não tem aonde assentar, essa é a situação da andorinha no voo ou do pássaro que foge.
Isso quer dizer que a maldição não tendo causa ou legitimidade nem brecha, não tem onde assentar em sua vida. Existem muitas pessoas que vivem debaixo do medo de maldições. Quero esclarecer à você, de uma forma bastante segura e tranquila, que maldições sem causas não tem como atingir o seu objetivo. Isto está baseado na bíblia, em provérbios.

segunda-feira, 28 de março de 2011

Acima das desilusões

Na vida todos nós enfrentamos desilusões. Nos decepcionamos com amigos, parentes, e até conosco mesmo. Nos desiludimos quando vemos um sonho se transformar em pesadelo, um alvo se transformar numa miragem bem distante, um desejo desaparecer como uma neblina. A desilusão dói, como um ferimento. Atinge a qualquer um, sem acepção. Mas o importante é saber que novos sonhos podem ser sonhados, e que um novo dia certamente amanhecerá. Fomos criados por Deus com a incrível capacidade de nos recuperarmos. Fomos feitos com a capacidade de sair das cinzas para a glória, do nada para o tudo, da derrota para a vitória. Como a águia, temos dentro de nós o desejo de voar grandes alturas, portanto também acima das desilusões. Cada desilusão é um convite a um novo sonho, a uma nova visão da vida. É um convite a um novo desafio, a um novo caminho...

Ficha Limpa: Foragido da Justiça vira deputado

Sílvia Freire, Folha.com
Foragido da Justiça e denunciado sob acusação de homicídio, João Beltrão (PRTB) vai ser "devolvido" à Assembleia Legislativa de Alagoas graças à decisão do STF (Supremo Tribunal Federal) de adiar a validade da lei da Ficha Limpa para 2012.
Um dos candidatos a deputado estadual mais votados de Alagoas, Beltrão havia sido barrado pela lei.
Ele foi denunciado sob acusação de ser um dos mandantes da morte de um ex-policial militar ocorrida em 1996 e teve a prisão preventiva decretada em fevereiro. O advogado de Beltrão, Gedir Campos, diz que não há nenhuma prova que relacione seu cliente ao crime.
A partir do momento em que assumir o cargo, Beltrão, 56, não pode ser preso preventivamente. Como deputado estadual, ele só poderá ser preso em flagrante.
Na campanha em 2006, Beltrão, então deputado estadual, fez campanha para Fernando Collor, hoje senador pelo PTB.
Em 2010, Beltrão concorreu à reeleição e recebeu mais de 31 mil votos, sendo o candidato mais votado da coligação "Renova Alagoas 2", que obteve duas cadeiras entre os 27 deputados da Assembleia alagoana. Como sua candidatura havia sido negada, os votos dados a ele foram considerado nulos.
O presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas, desembargador Estácio Gama de Lima, disse que, com o número de votos recebidos, Beltrão assume uma das vagas da coligação.

Helicóptero se acidenta durante decolagem e fere 3, em São Paulo Aeronave estava a poucos metros do chão quando se acidentou. Um passageiro escapou ileso

Três pessoas se feriram após um helicóptero que levantava voo cair em Atibaia, no interior do Estado de São Paulo, na tarde de domingo. A aeronave estava a poucos metros do chão quando se acidentou.
A queda ocorreu no Jardim Olga, próximo a um hotel, segundo o Corpo de Bombeiros. O piloto e dois passageiros sofreram ferimentos leves e foram encaminhados à Santa Casa de Atibaia. Um passageiro escapou ileso. O acidente foi registrado na delegacia da cidade.

fonte agencia estado

sábado, 26 de março de 2011

Juiz bloqueia carregamentos de Bíblias para o Uzbequistão A Sociedade Bíblica do Uzbequistão foi multada por supostamente “violar” alguns procedimentos governamentais relacionados à importação de dois carregamentos de...


Juiz bloqueia carregamentos de Bíblias para o Uzbequistão
A Sociedade Bíblica do Uzbequistão foi multada por supostamente “violar” alguns procedimentos governamentais relacionados à importação de dois carregamentos de 5 mil Bíblias em russo e 7 mil Bíblias infantis nos idiomas uzbeque e Karakalpak. O Comitê de Assuntos Religiosos se recusou a liberar os livros apesar de diversos apelos feitos pelas igrejas cristãs.
O juiz ordenou que a Sociedade Bíblica devolvesse o carregamento para a Rússia, e cobrisse as despesas. Os oficiais alertaram a organização que “não há necessidade de importar Bíblias para o Uzbequistão, já que existe uma versão eletrônica disponível na internet”.
Ore para que a Bíblia Sagrada esteja disponível para todas as pessoas no Uzbequistão. Ore para que os exemplares dos carregamentos não sejam devolvidos e possam ser distribuídos no país. Ore também para que os apelos feitos pela Sociedade Bíblica tenham influência e alterem a decisão do juiz.

Mensagem Subliminar? Símbolos maçons supostamente aparecem na abertura do programa CQC



Símbolos na vinheta de abertura da atração da Band levantam questionamentos sobre possíveis mensagens subliminares
Mensagem Subliminar? Símbolos maçons supostamente aparecem na abertura do programa CQC
A vinheta de abertura do programa CQC, da Band, está chamando atenção pela quantidade de mensagens subliminares que trazem símbolos da maçonaria.
Nos 30 segundos do vídeo é possível notar claramente o símbolo de um triângulo com um olho que seria o símbolo do  ”Olho que Tudo Vê”, esse símbolo é interpretado como a representação do olho de Deus observando a humanidade na Maçonaria, ele representa um lembrete de que sempre são observados pelo “Grande Arquiteto do Universo”.
Também é possível observar alusões às catástrofes, com imagens de explosões, tempestades e destruição, além de um delta luminoso, um cenário em forma de templo, colunas e um  Pavimento de Mosaico.
As imagens da vinheta do programa levantam questões bastante discutidas nos sites sobre a Nova Ordem Mundial e a influência dos Iluminatis na mídia.
No site Os Paparazzi, um dos primeiros a notar os símbolos do programa, um funcionário da equipe do CQC respondeu dizendo que as imagens não passam de uma brincadeira e que não tem símbolos maçons.
“As vinhetas e abertura do programa são inspiradas no trabalho de um diretor de vídeo clipes! É tudo uma questão de estética. Garanto a vocês que nenhuma pessoa da equipe de criação da produtora, aqui e na Argentina tem a ver com a Maçonaria ou os Iluminatis”, assinou Marcos de Assis que diz que a maioria das pessoas que trabalham na atração é “descrente de religião”.
Assista a vinheta de abertura do CQC:

Fonte: Gospel Prime
Com informaçõess Os Paparazzi